• Sinopse
  • Home
  • Roteiro
  • Home
  • Direção
  • Home
  • Produção
  • Home
  • Equipe
  • Home
  • Elenco

"CORPOS CELESTES" é a atualização poética e lírica do antigo embate entre duas visões opostas do mundo: a filosófica e a pragmática. Enfoca, utilizando-se de uma história de amor, o ancestral confronto entre o intelecto e a emoção, entre a razão objetiva da ciência e a sensibilidade subjetiva da vida.

Os temas centrais do filme, a ASTRONOMIA e a COSMOLOGIA, embora frequentes nos jornais e televisões, são praticamente inéditos no cinema brasileiro e bem pouco comuns nas cinematografias estrangeiras, e configuram um assunto bastante original para a história.

As filmagens aconteceram em 2006, a partir de prêmio de produção de filmes do Governo do Paraná. O filme, contudo, só pôde ser finalizado em 2009/2010, depois de vencer os editais de finalização e difusão do BNDES e da Petrobras.

CORPOS CELESTES foi filmado em 5 diferentes cidades: Curitiba, São Paulo, Castro, Piraquara e Araucária, em mais de 20 diferentes locações. Conta, em seu elenco, além dos protagonistas Dalton Vigh, Carolina Holanda, Anthar Rohit, Alexandre Nero e o menino Rodrigo Cornelsen, com outros 18 atores e aproximadamente 500 figurantes.

A estreia de Corpos Celestes aconteceu no 37° Festival de Cinema de Gramado, onde o filme recebeu o prêmio de Melhor Fotografia. Além disso, foi exibido no 40th International Film Festival of Goa, na Índia, e no 5° Festival de Cinema de Goiânia, onde recebeu os prêmios de Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia e Ator Revelação. No 4° Festival da Lapa, em 2010, Corpos Celestes recebeu o prêmio de Melhor Figurino. Foi um dos 15 filmes brasileiros incluídos na seleção "Brasil: el cine del siglo XXI" realizada por José Carlos Avellar e Gianni Ottone na 55ª Semana Internacional de Cine de Valladolid, na Espanha, em outubro de 2010. Em novembro o filme recebeu também os prêmios de Melhor Direção e Melhor Roteiro no 5° Festival de Cinema dos Sertões.

CORPOS CELESTES foi realizado por dois diretores, Marcos Jorge e Fernando Severo, amigos há mais de 20 anos. Marcos Jorge é o diretor do consagrado "Estômago", filme brasileiro mais premiado, nacional e internacionalmente, no biênio 2008-09. Fernando Severo faz em Corpos Celestes sua estreia em longas, depois de ter se destacado como um dos mais importantes nomes da geração que renovou o curta-metragem brasileiro na década de 80.

O roteiro de Corpos Celestes é de Carlos Eduardo de Magalhães, Mário Lopes, Marcos Jorge e Fernando Severo. A produção é de Cláudia da Natividade. Kátia Coelho, que assina a direção de fotografia, detém, entre vários outros, o Prêmio Kodak Vision Award – Women in Film. A trilha sonora original foi composta pelo maestro Ruriá Duprat, ganhador do Grammy em 2009 pela produção e composição de arranjos do álbum "Randy in Brasil", do trompetista Randy Brecker.

Produzido pela Zencrane Filmes, também produtora do ‘Estômago’, CORPOS CELESTES tem distribuição nacional da Panda Filmes.